Tabela de Reembolso

Tabela de reembolso Unimed Salto/Itu

28/01/2018 17:17 | Última Atualização: 28/01/2018 17:18

Essa tabela contém os procedimentos médicos e serviços de diagnose e terapia, baseados na Resolução Normativa – RN nº211, de 11 de janeiro de 2010 da ANS - Agência Nacional de Saúde.

A Tabela de Preços mencionada anexo define o valor da Unidade de Serviço, que é o coeficiente expresso em moeda corrente nacional que servirá como base de cálculo do reembolso dos serviços cobertos em livre escolha pelo presente plano.

Para cálculo do reembolso, o beneficiário deverá multiplicar o valor da Unidade de Serviço vigente na data da realização do procedimento pela Quantidade de Unidade de Serviço daquele procedimento, ambos indicados na Tabela de Preços mencionada anexo e, ainda, pelo múltiplo de reembolso do contrato.

Múltiplos de reembolso são os coeficientes a serem aplicados sobre a Quantidade de Unidade de Serviço, para obtenção do valor, em moeda corrente nacional, de reembolso das despesas cobertas pelo sistema de livre escolha e efetivamente pagas pelo beneficiário, de acordo com os cálculos acima descritos.

O múltiplo de reembolso do presente contrato é de 0,28 para consultas e honorários médicos, de 0,17 para exames e de 19,40 para filme.

INSTRUÇÕES GERAIS:

1. Os valores atribuídos a cada procedimento incluem os cuidados pré e pós operatórios durante todo o tempo de permanência do paciente no hospital até 10 dias após o ato cirúrgico.

2. Quando se verificar durante o ato cirúrgico a indicação de atuar em vários órgãos ou regiões da mesma via de acesso, o Honorário da cirurgia será o da que corresponder, por aquela via, o procedimento de maior valor, acrescido de 50% do valor dos atos praticados, desde que não haja um código específico para o conjunto.

3. Quando ocorrer mais de uma intervenção, por diferentes vias de acesso, serão adicionadas ao preço da intervenção principal 70% do valor referente às demais.

4. Quando duas equipes distintas realizarem simultaneamente atos cirúrgicos diferentes, o pagamento será feito a cada uma delas de acordo com o previsto nesta tabela.

5. Nos casos cirúrgicos quando se fizer necessário acompanhamento ou assistência de outro especialista, seus honorários serão pagos de acordo com o atendimento prestado e previsto nessa tabela.

6. Quando um ato cirúrgico for parte integrante de outro se remunerará não a somatória mas apenas o ato principal.

AUXILIARES DE CIRURGIAS:

1. Os honorários dos médicos auxiliares dos atos cirúrgicos serão fixados nas proporções de 30% dos honorários do cirurgião para o primeiro auxiliar e de 20% para o segundo e terceiro auxiliares (quando o caso exigir) e deverão ser pagos de forma independente dos honorários do cirurgião.

2. Quando uma equipe, num mesmo ato cirúrgico, realizar mais de um procedimento, o número de auxiliares será igual ao previsto para o procedimento de maior porte, e a remuneração desses auxiliares será calculada sobre a totalidade dos honorários médicos do cirurgião.

PLANTÕES DE UTI

1. Estão incluídos nos honorários do plantonista: entubação, monitorização cardioscópica, assistência ventilatória, cardioversão, desfibrilação e punção venosa.

2. Honorários do intensivista não plantonista (quando necessário participar) terá remuneração equivalente a uma visita hospitalar.

ANESTESIOLOGIA

1. Nos atos cirúrgicos onde haja indicação de intervenção em outros órgãos através do mesmo orifício natural, a partir da mesma via de acesso ou dentro da mesma cavidade anatômica, a remuneração do anestesiologista será a que corresponder, por aquela via ao procedimento de maior valor, acrescido de 50% dos demais atos praticados e 70% nos casos de vias de acesso diferentes.

2. Em caso de cirurgia bilateral no mesmo ato anestésico, inexistindo código específico a presente na presente tabela, os honorários do anestesiologista serão acrescidos de 50% do valor atribuído ao primeiro ato cirúrgico.

Faça o DOWNLOAD da tabela.